WOODSTOCK: 50 ANOS DE PAZ, AMOR E MUITA MÚSICA

Mais que um festival, o Woodstock ‘69 foi símbolo de uma geração.

Quem me conhece sabe que respiro música e adoro falar sobre isso. E é claro, que neste mês em especial, não poderia deixar de lembrar do Woodstock. Os  50 anos de um evento que começou aparentemente despretencioso e acabou se tornando um marco cultural.
Sei que o tema pode ser analisado sobre diferentes pontos de vista, mas hoje, o texto é sobre  tudo de melhor que aconteceu naqueles três dias. É também sobre curiosidades e sobre todo o significado positivo que o evento teve.

 

Foto: Elliot Landy / Hunsville Museum

 

Dos dias 15 a 18 de agosto de 1969, mais de 400 mil pessoas se reuniram em uma fazenda em No estado de New York para celebrar a música e a liberdade; tudo isso em prol da paz, uma vez que o contexto na época era de guerra e tensões políticas.
Lembra que, há pouco, falei do teor despretencioso do Festival? Disse isso por uma série de motivos, entre eles que apesar de ter o nome, o Woodstock não aconteceu mesmo na cidade de Woodstock, mas sim em Bethel (NY). Além disso, depois de consultar arquivos e materiais jornalísticos, descobri que o público esperado era de mais ou menos 50 mil  pessoas e que pela falta de verba, o Woodstock foi praticamente divulgado no boca a boca.

 

Foto: Reuters/TedBerard


Durante as pesquisas para escrever a coluna de hoje, acabei encontrando uma série de curiosidades e fiz uma listinha para compartilhar as mais interessantes com vocês, olha só.


⦁    Fora a mudança de localização, conseguir a autorização para fazer os shows deu bastante trabalho para  John Roberts, Joel Rosenman, Michael Lang e Artie Kornfeld, os organizadores do Festival.


⦁    Superando as questões de autorização para os shows, muitos artistas e bandas acabaram cancelando ou se atrasando devido a problemas como clima, trânsito ou até mesmo ser parado pela polícia, como foi o caso Sweetwater (que não conseguiu fazer o show de abertura do dia 15, mas conseguiu se apresentar algumas horas depois).

Foto: Derek Redmond/Kenny Sahr’s SweetwaterFan site


⦁    Além dos atrasos e cancelamentos, a infraestrutura por lá não era das melhores. A banda Grateful Dead, por exemplo, conseguiu tocar apenas quatro músicas, pois o palco estava dando choque.


⦁    Para o público, as coisas também não foram fáceis, faltou água comida e até banheiro para o pessoal. Vocês sabiam que choveu no Woodstock? Era lama para todo o lado! O trânsito fora de lá estava caótico, mas mesmo assim, as pessoas abandonavam seus carros em determinado ponto do caminho e iam a pé para participar do movimento e ver grandes nomes do rock ’n roll em cena.

 

 

Apesar de todos os problemas e imprevistos, o Woodstock aconteceu. E foi épico. 50 anos depois, ainda falamos disso. Ainda falamos de tempos em que as pessoas passaram por cima de todos os obstáculos para celebrar a liberdade e fazerem parte de algo maior. 3 dias de apaz amor e muito rock ’n roll.

Keep rocking!

tags

música rock cultura woodstock lista curiosidades 2019

+ BY OVERS

últimas

x

Obrigado!

Em breve você receberá novidades.

Aguarde...