JÃO É UM “ANTI HERÓI” COM MUITAS EMOÇÕES AO FALAR DE SEU EX AMOR

Jão está destruído pelo fim de seu relacionamento e, mesmo assim, conseguiu fazer um álbum que não cai no clichê da tristeza eterna, mas mostra que qualquer fim de romance é uma mistura de emoções.

Em 2017, quando conheci o Jão, ainda com “Ressaca”, eu via ali um artista a se prestar atenção. Ele cantava a tristeza e o amor e misturava ambos como se fossem um - e talvez, realmente, sejam mesmo. Desde então venho acompanhando tudo que ele lança, desde de singles até o seu primeiro álbum, “Lobos”, que saiu no ano passado e o EP “Primeiro Acústico” que trouxe quatro músicas com uma carga ainda mais emocional.

 

Confesso que “Lobos”, apesar de ser um álbum muito bem trabalhado, ainda não tinha me mostrado o que Jão podia fazer. Ainda guardo a frustração da versão acústica de “Aqui” ter ficado fora do álbum e ter dado lugar a uma versão que, na minha opinião, estragou uma letra muito boa. Mas claro, outras músicas mostraram a força que Jão tem em fazer música como “A Rua” e “Me beija com raiva”.

 

ANTI-HERÓI

 

 

Ouvi o novo álbum há, literalmente, uma hora - comecei às 5h, ele foi lançado a meia noite de hoje. E correndo riscos, devo dizer que não há música ruim em “Anti-Herói”. Obviamente há músicas melhores do que outras, mas Jão acerta o tom de cada uma das canções. Mesmo que tenha anunciado o novo trabalho como algo baseado no fim de seu último relacionamento, ele não cai no clichê de fazer dez músicas tristes, com melodia triste e com lágrimas saindo de cada faixa.

 

É muito possível chorar com cada uma das dez faixas, mas Jão não força isso ao encher todas as músicas com arranjos de piano, violão ou instrumentos que deixam tudo cinza e melancólico. Não cai no que se espera de um álbum sobre término: tristeza profunda. Afinal, não é só tristeza que as pessoas sentem quando terminam um relacionamento.

 

O mix de emoções de “Anti-Herói” é o mix de emoções que qualquer um sente quando sai de um relacionamento. Tem muita tristeza quando Jão canta “enquanto me beija”, mas tem raiva em “VSF”, tem rancor pelo cara que só te procura quando não tem mais opções em “Fim de festa”, enfim. Jão não deixou que o álbum fosse apenas uma tristeza sem fim, mas ainda sim mandou seu recado de como se sentia por terminar esse namoro.

 

E é assim que qualquer pessoa se sente e talvez seja esse o motivo para “Anti-Herói” ter acertado em cheio no ponto. Em cada faixa Jão fala tudo o que qualquer um de nós já viveu ou ainda vai viver. Em pelo menos uma das músicas você é capaz de encontrar uma frase que vai entender, pois já viveu.

 

MINHAS FAIXAS FAVORITAS

 

  • Triste para sempre

  • Enquanto me beija

  • VSF

  • :( (nota de voz 8)

  • Fim de festa

tags

jão antiherói música álbum enquanto me beija álbum faixas novidade

+ ARTE

últimas

x

Obrigado!

Em breve você receberá novidades.

Aguarde...