INTER GOLEIA GRÊMIO EM GRAVATAÍ PELO FUTEBOL FEMININO

Gurias coloradas ganharam do rival de 5 a 1 na série A2 do Campeonato Brasileiro.

Invictas e na liderança da competição, o time comandado por Tatiele Silveira, conquistou um resultado importante, e luta por uma vaga na semifinal.

 

Jogando longe do seu estádio, o Inter não teve dificuldades de enfrentar seu rival. Aos 32 minutos do primeiro tempo, saiu o primeiro gol colorado, após finalizações de Karina e Moretti com milagres de Suka, Daiane Rodrigues escorou, de cabeça, para abrir o placar.

 

Em 11 minutos de jogo, o Inter já ampliou para 3 a 0, acabando o primeiro tempo com uma boa vantagem. Na volta do segundo tempo, o que já era uma boa vantagem, logo aos 10 minutos, melhorou. Daiane Rodrigues aproveitou o rebote e fez mais um gol, Inter 4 a 0.

 

Dois minutos depois, Shasha fechou o placar colorado e definiu a goleada. Já na reta final do jogo, a gremista Gabizinha chutou rasteiro e marcou para o Grêmio.

 

Com o resultado, o Inter chegou aos 13 pontos pelo grupo 14, e pode se classificar já na próxima partida, na quarta-feira dia 30/05, se ganhar do Vila Nova/ES. O jogo acontece às 19:30 no Estádio Beira Rio.

 

O Grêmio enfrenta a Associação Desportiva Embu das Artes, no estádio Hermínio Espósito, em Embu, São Paulo, também na quarta, às 15h.

 

A crítica de muitos torcedores na internet, foi a respeito do horário, local e a divulgação do jogo, o qual ocorreu no Estádio Vieirão em Gravataí, às 15h na última quarta-feira. Em plena quarta à tarde, onde a maioria das pessoas trabalham, fica difícil de assistir e de mobilizar a torcida, disse um torcedor em resposta ao Twitter do Inter.

 

Pela sua página no Facebook, a Inter Antifascista, uma “articulação de torcedores para discussão e ação política com objetivos em comum”, publicou um texto em que fala sobre o “descaso com o futebol feminino”. O grupo comenta sobre a dificuldade em levar torcedores e torcedoras ao estádio em Gravataí, tendo em vista o horário e data a se realizar o jogo.

 

Na mesma publicação, é citado que a partida seria transmitida pelo Inter somente via sua Rádio Oficial, enquanto o Grêmio estaria transmitindo em seu Facebook oficial, uma partida de videogame. Sim. Isso mesmo, videogame. E foi exatamente isto que aconteceu. Na fanpage oficial do clube, que conta com 3.049.831 curtidas, somente uma postagem foi realizada, com uma imagem contendo a frase “HOJE É DIA DE - em rosa, porque obviamente a cor rosa é algo bem feminino rsrs - GURIAS GREMISTAS”. E no horário do jogo, nem mesmo a escalação foi postada. Sendo que o jogo de PES 2018 estava rolando AO VIVO.

 

Prints do FB mostram que durante o jogo do feminino, uma partida de videogame estava sendo transmitida.

 

A Over, no seu papel de comunicadora, repudia o descaso dos próprios clubes para com o futebol feminino. Sabemos que, os clubes estão a pouco tempo tendo que se acostumar com esta questão. Acontece que, isso deveria estar em pauta a muitos anos. As mulheres estão no futebol, no esporte, no jornalismo e no mercado de trabalho. Os times devem dar valor e apoiar o futebol feminino, tanto quanto o masculino.

 

Terminamos, com uma frase da página da Inter Antifascista: “De nada importa a criação de equipes e ligas femininas (hoje uma obrigatoriedade por parte da Conmebol), se todas as instituições envolvidas - clubes, federações e mídia - não apoiarem DE FATO e tomarem as atitudes necessárias para que a modalidade cresça, deixando de lado a demagogia e os discursos furados.”

 

Print do Facebook da Inter Antifascista traz publicação e texto repudiando alguns atos de descaso.

 

Vale lembrar que, a RBSTV e a Rádio Gaúcha estavam presentes no jogo, com a figura da repórter Kelly Matos. No Globo Esporte do dia 24/05, ainda foi possível assistir os gols, comentários da jornalista, ver a Daiane Rodrigues pedir música por ter feito três gols e ainda uma explicação da diferença no placar do jogo. Kelly mostrou a maioria das jogadoras do Grêmio, trabalham, estudam e treinam no clube, enquanto as coloradas recebem maior apoio financeiro por parte do clube.

 

E outra pergunta que podemos fazer, assim como a Grêmio Antifascista fez em sua página: será que o Grêmio não poderia ter ofertado o jogo do GreNal Feminino, antescedendo o jogo da Libertadores, o que daria mais visibilidade às jogadoras e ao futebol feminino? Ou será que o marketing estava preocupado em transmitir uma partida de videogame e não pensou nisso?

 

Print de publicação no Facebook da Grêmio Antifascista.

tags

Esporte Inter Futebol Grêmio Grenal Futebol Feminino Série A2 Soccer Female Videogame Goleada

+ BY OVERS

últimas

x

Obrigado!

Em breve você receberá novidades.

Aguarde...